Contas de energia são zeradas pela Elektro

Publicado em: 17/09/2020

Após um processo administrativo longo e reclamações abertas na ANEEL, a Elektro finalmente regulariza as medições da Usina Solar e zera as contas dos principais relógios de consumo da Associação, lembrando que as taxas mínimas de consumo continuam a ser cobradas, como em qualquer outro caso de implantação de um sistema de energia solar, mas esse valor é irrisório perante o consumo da APRI.
A grande dificuldade para regularização foi gerada pela displicência da companhia energética, que tem que realizar a primeira leitura da geração, para que agora a associação possa realizar a autoleitura, já que a mesma não vem mensalmente em Ibirapitanga.
A associação estuda entrar com outro recurso administrativo, ou até mesmo judicial para obrigar a empresa a fazer a leitura mensal, já que alguns associados conseguiram judicialmente essa condição. As contas já faturadas nesse primeiro momento geraram um crédito para a Associação, que poderão ser compensados em contas futuras, ou até mesmo serem vendidos no mercado livre, caso exista a possibilidade, a Associação estuda a melhor saída para resolver a questão.
“O mais importante – ressalta Maurício Tomanini – é que a questão a partir de agora está equalizada, e o Ibirapitanga deu mais um passo para contribuir no ecossistema em que está inserido, gerando energia considerada limpa, contribuindo dessa forma com o meio ambiente”.

Veja mais

Faça o Natal de uma família mais feliz!

Donativos serão distribuídos para famílias ...

TRILHA PERIMETRAL - INSCRIÇÕES ENCERRADAS

Dia: 13/12 - Concentração às 7:30 da manhã ...

UP! é vendido com agío

Parabéns ao novo proprietário

Retornar Ver todas

© Reserva Ibirapitanga. 2014. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento: Witix